Pular para o conteúdo principal

A/C DO SETOR DE RH


DADOS BIOGRÁFICOS

Março 1985
Primeira comunhão, no dia 16 do mês em epígrafe, tendo como orientadora a catequista Irmã Luiza Habemus. Em 1983, no decorrer do quarto ano de preparação, conquistei monitoria na matéria “Pecados Veniais – II”.

Junho 1974
Batizado, no dia 30 do mês em epígrafe, na Igreja São Judas Tadeu, seguido por recepção aos convidados no salão de festas da mesma. Camafeus de nozes e barquinhas de maionese foram fornecidos pelo “Buffet da Rosa”. Celebrante: Padre Zebedeu Dias.

Fevereiro 1974
Nascimento, no dia 12 do mês em epígrafe, na Santa Casa de Misericórdia Imaculada Conceição. Modalidade de parto: cesariana. Médico responsável: Dr. Aderbal Loureiro da Mota Diniz.
Período de incubadora:11 dias. Data da alta: 23/02/1974.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

1995
Academia Best Body: prática de Step, Esteira e Natação, sob a orientação dos professores Michael e Benevides.

1992
Invicta Academia de Ginástica: frequentador eventual em aulas de hidroginástica.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

2006
Trainee na “Pipocas Nhac S/C Ltda”. Participação ativa na padronização de processos durante a etapa de silkagem das embalagens de pipocas doces. Detectei um ângulo fora de especificação na letra N de “Nhac”, fato que desencadeou a realização de recall para recolhimento do lote defeituoso.

2002
Estágio na Petrobras – Petróleo Brasileiro S/A
Realizado ao longo de seis meses em seu Posto Autorizado, localizado à Rodovia Raposo Tavares, km 118.
Gerenciamento e execução dos serviços de calibragem de pneus, dianteiros e traseiros, em pressões que variavam de 26 a 32 libras.

1991
Fábrica de travesseiros de penas de ganso “Gansono”.
Função: auxiliar de depenação de aves, responsável pela fervura da água para amolecimento das penas. Participei do concurso interno de sugestões sobre o que fazer com o resto do ganso após o abate, ficando com menção honrosa.

CONCURSOS E PREMIAÇÕES

2008
Vencedor da rifa de ovo de páscoa, organizada pela panificadora “Grano D’Ouro” na qual concorreram aproximadamente 2876 pessoas, entre homens, mulheres, crianças de colo, guris maiorzinhos, pré-adolescentes e jovens de ambos os sexos. O prêmio foi imediatamente doado por mim à “Creche Mãe Crioula”, que promoveu nova rifa com a doação. Soube posteriormente que o vencedor desta segunda rifa doou o ovo ao “Lar Escola Farol de Alexandria”, para que fizesse uma terceira rifa, mas a instituição infelizmente recebeu o produto já com o prazo de validade expirado.

1997
Contemplado na Promoção “Palito Premiado Yopa”. Obtive um total de dois palitos, com os quais fiz jus a dois novos picolés. Para efeito de comprovação, se necessário posso escanear os palitos, autenticar o documento em cartório e enviar ao profissional encarregado do Recrutamento e Seleção.

PARTICIPAÇÃO EM SEMINÁRIOS

1994
Seminário Bom Jesus dos Aflitos – Pata-Choca /MS. Cursei até o terceiro ano, vindo a trancar matrícula no primeiro trimestre do ano seguinte.

1993
Convento da Ordem Inferior dos Beneditinos Descalços – Cantilena /TO. Desliguei-me após sete meses de noviciado para montar uma fábrica de sandálias artesanais em couro, tendo o próprio Convento como cliente.

PALESTRAS

2009
“O que engorda o gado é o olho do dono”, abordando a influência da obra de Adolfo Bioy Casares sobre a pecuária dos pampas e seu sistema de gestão.

1982
“Amar amorosamente: uma abordagem holística” – Espaço Transcendental Guaxinim.

PRETENSÃO SALARIAL
A combinar.

© Direitos Reservados

Comentários

  1. Ana Maria12:16 PM

    um candidato e tanto não Marcelo?

    beijo!

    ResponderExcluir
  2. João Batista12:17 PM

    Gostei da Crônica "Setor RH", muito boa. Feliz fim de
    semana para todos

    ResponderExcluir
  3. Eduardo Lara Resende12:18 PM

    O pessoal do RH agradece e pede que se transmitam cumprimentos ao redator do CV - profissional evidentemente gabaritado.

    Quanto ao candidato, que leve saudações ao ex-patrão e proprietário de Pipocas Nhac, pela criatividade na escolha do nome da empresa e passagem, por seu quadro de pessoal, de empregado tão qualificado.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Marilia Cotomacci11:05 AM

    Ótimo, Marcelinho!
    Continue sempre nos brindando com esse humor delicioso.
    Um beijo,
    Marília

    ResponderExcluir
  5. Contrataria na hora dono de tantas e tais experiências, sendo a mais fundamental e qualificadora delas, a gloriosa premiação da Yopa. Absolutamente genial!
    A propósito, vou violar o copyright e enviar por e-mail para alguma empresa. Te dou retorno se houver resposta.

    ResponderExcluir
  6. Leopoldo Gonzaga5:15 AM

    Simplesmente ótimo!

    Parabéns irmão!!

    ResponderExcluir
  7. Milena Moran5:21 AM

    Oi Marceleeeeza!!!! Tudo bem com você?!?

    Tô precisando de uma ajudinha sua para atualizar meu currículo, pode ser?!? rs
    saudades

    Bjos,
    Milena

    ResponderExcluir
  8. Marco Antonio Rossi5:22 AM

    TÁ CONTRATADO!!!!!!!!!!!
    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  9. Evelyne5:56 AM

    Um currículum riquíssimo! Adorei as premiações! Muito bom, Marcelo! Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  10. Rosa Pena11:29 AM

    Es-pe-ta-cu-lar

    ResponderExcluir
  11. José Carlos12:31 PM

    Marcelo;
    Vá dormir com um barulho desses, disso que você é capaz de inovar. Simplesmente e mais uma vez, genial. Parabenizá-lo é covardia. Já perguntei uma vez e volto a fazê-lo: Não lançará seus trabalhos em livro?

    ResponderExcluir
  12. Belvedere Bruno3:02 PM

    Ai, vc é hors concours!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CAPITAL MUNDIAL DO BILBOQUÊ

Para os menores de 30, é natural não conhecê-lo. Então comecemos por uma sucinta porém honesta definição.

Bilboquê: originário da França, há cerca de 400 anos, foi o brinquedo favorito do rei Henrique III. Consiste em duas peças: uma bola com um furo e um pequeno bastão, presos um ao outro por um cordão. O jogador deve lançar a bola para o alto e tentar encaixá-la na parte mais fina do bastão. (fonte:www.desenvolvimentoeducacional.com.br).

Mais do que um brinquedo, Bilboquê é o nome de uma cidade, localizada a noroeste da pacata estância de Nhambu Mor. Chamada originalmente de Anthero Lontras, foi rebatizada devido ao número desproporcional de habitantes que fizeram do bilboquê a razão de suas vidas, dedicando-se ao artefato em tempo integral (incluindo-se aí os intervalos para as necessidades fisiológicas).

A tradição se mantém até hoje, ganhando novos e habilidosos adeptos. Nem bem raia o dia na cidade e já se ouvem os toc-tocs dos pinos tentando encaixar nas bolas. Uma distinção se…

SANTA LETÍCIA

Letícia, em seu compartimento estanque, se bastava. Vivia debaixo de uma campânula guardada por um querubim estrábico, numa imunidade vitalícia às dores do parto, à lavagem da louça, às filas nas repartições e à rabugice dos maridos sovinas e dominadores. “Façam o que quiserem, contanto que poupem a Letícia” era o veredito invariável sob qualquer pretexto e em qualquer ocasião, naqueles sítios de lagartos e desgraças.
Nada que se comparasse àquela que chamavam de Letícia, e que raras vezes se afastava de seus cães e de sua coleção de abajures. Era o tesão das rodas regadas a cerveja. Era a inveja e o assunto nos salões de beleza. Era o exemplo de virtude no sermão do padre, que botava as duas mãos no fogo do inferno e uma terceira se tivesse pela sua inteireza de caráter.
Assim a vida corria daquele jeito de costume, com a cidade a lhe estender tapetes, a lhe levar no colo e a lhe cobrir de afagos, soprando-lhe o dodói antes que se machucasse. Passou a ser o tema das redações escolares …

ESTRANHA MÁQUINA DE DEVANEIOS

Habituais ou esporádicos, todos somos lavadores de louça. Lúdico passatempo, esse. Sim, porque ninguém vai para a pia e fica pensando: agora estou lavando um garfo, agora estou enxaguando um copo, agora estou esfregando uma panela. Não. Enquanto a água escorre e o bom-bril come solto, o pensamento passeia por dobrinhas insuspeitas do cérebro. Numa aula de história, em 1979. O professor Fausto e a dinastia dos Habsburgos, a Europa da Idade Média e seus feudos como se fosse uma colcha de retalhos. O Ypê no rótulo do detergente leva ao jatobazeiro e seu fruto amarelo de cheiro forte, pegando na boca. Cisterna sem serventia. Antiga estância de assoalhos soltos. Rende mais, novo perfume, fórmula concentrada com ação profunda. A cidade era o fim da linha, literalmente. O trem chegava perto, não lá. Trilhos luzindo ao meio-dia. Inertes e inoperantes. As duas tábuas de cruzamento/linha férrea dando de comer aos cupins. Crosta de queijo na frigideira, ninguém merece. Custava deixar de molho? A…