Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

BENDITO TEMPLO

Sei que isso quer dizer bem pouca coisa para você, que não foi nem protagonista nem testemunha, mas ainda assim insisto. Observe que ocorre uma química interessante, no laboratório de física, entre o aluno número 11 e a aluna número 39. E que dessa química há bolhas púrpuras que entornam do tubo de ensaio. Em cada bolha um duende cativo, rindo de se matar, não se saberá nunca de quê. Elemental das minas, de dentes gastos e feios, primo daquele outro que dorme entre os halteres da sala de ginástica.

Presente, professora. A professora presente como a merenda intacta na lancheira, há décadas e décadas sem sinal de bolor e ainda ali mesmo, embaixo da carteira. Perto do taco solto, onde se guardava a cola. Não a que grudaria o taco: a que passaria de ano você, ele, os números 7, 15, 28 e a turma inteira do fundão.

Tudo pode acontecer no intervalo entre uma aula e outra, até o que poderia acontecer em qualquer tempo e lugar, menos no intervalo entre uma aula e outra de uma escola com brasão l…

CAMPANHA DE MOTIVAÇÃO INTERNA

Às vésperas de completar 6 décadas de atividade ininterrupta, servindo bem para servir sempre, o Bar e Mercearia Estrela do Leste inicia hoje a supercampanha de motivação interna “A Estrela é Você”, com a finalidade de reconhecer e premiar os mais brilhantes talentos de sua dedicada e dinâmica equipe de colaboradores.

A CAMPANHA SERÁ VÁLIDA DE ABRIL A DEZEMBRO DESTE ANO E OBEDECERÁ À SEGUINTE MECÂNICA:

- A cada R$1.000,00 de incremento nas vendas DIÁRIAS de gêneros alimentícios e produtos de limpeza, o funcionário terá um acréscimo de R$0,10 (dez centavos), a serem adicionados aos seus rendimentos no mês subsequente ao da efetivação das vendas. Tal bônus será adicionado temporariamente ao salário-base do empregado, que retornará ao patamar anterior tão logo expire a promoção.

- Para efeito de premiação, só terão validade as vendas DIÁRIAS e não cumulativas. Ex: o colaborador que vender R$850,00 em queijadinhas num determinado dia não poderá acumular o seu escore para complementação em ve…

VOCÊ NEM QUEIRA SABER

I
“Só sei que nada sei”. Pra se saber um por cento do que é preciso seria preciso mil quinhentas e noventa e seis vidas de oitenta anos cada. A conta é essa por enquanto, amanhã aumenta, depois de amanhã nem se fala. Há um email marcado como não lido, faz quinze dias. Leio e fico sabendo que lá se foi um camarada meu, dos idos do rolemã e dos cachorros amarrados com linguiça. Acendo mentalmente uma vela e tomo um trago à sua saúde, ou no caso, à falta dela. Fica até chato ligar agora pra família depois da missa de sétimo dia. É essa pressa maldita, besta nervosa em que se monta e se galopa sem sela, no desajeito. Desculpe aí, meu amigo. O que faltou ser dito fica pra outra encarnação, tá certo? Isso eu juro pra você.

II
Todo conhecimento do mundo é atualizado a cada 5 anos. Não sei mais onde nem quando li isso, mas se sair pesquisando vou perder tonéis de infos que correm na raia 3 e chegam em cima da hora, breaking news extra-extra, plantões do Jornal da Globo e os outros 235 canais que…

ATRÁS DO TRIO ELÉTRICO

Quarta-feira de cinzas seria um dia mais propício ao ocorrido, considerando que os mortos foram os protagonistas. Mas como os desígnios sobrenaturais são misteriosos e ingovernáveis, resta apenas admitir o fato como verídico – testemunhado que foi por toda a cidade.

Passava um pouco do nascer do sol quando, em pleno sábado de Carnaval, os finados todos do cemitério ergueram em perfeito sincronismo os granitos e mármores que os cobriam e saíram em comboio às ruas de paralelepípedos, entoando marchinhas de Lamartine e João de Barro. Sem bumbos, cuícas e tamborins para marcar o ritmo, eles cantavam a cappella. Acompanhando as vozes um tanto roucas, apenas o bater dos seus calçados no chão coberto de confetes e umedecido pelo orvalho.

A cena tinha lá sua semelhança com a magistralmente narrada por Erico Verissimo em seu “Incidente em Antares”, com a diferença de que, desta vez, a coisa não era obra de ficção. Estranhamente, os cadáveres exalavam o cheiro suave e fresco dos que acabam de sai…