Pular para o conteúdo principal

TERÇA, A ESTRANHA



Muitos aproveitam o período de festas para falar de amor, fraternidade, união e harmonia. Serei voz destoante e declararei meu ódio pela terça-feira, esse diazinho à toa que merece a implicância e a repulsa de toda a raça humana.



Repare como todos os dias da semana têm sua cara e sua personalidade muito bem definidas, desde o início dos tempos. Sua função, digamos assim, dentro da folhinha. Todos, menos a terça. Só ela não diz a que veio, nos impondo suas intermináveis 24 horas de nhaca mal resolvida. A terça é vacilante, é um dia canhoto, um estorvo do qual é preciso se livrar o mais rapidamente possível. Você já viu alguém dizer que terça é o seu dia favorito? Pois então...


Raciocine comigo e veja se não tenho razão. A segunda é, por excelência, o dia do bode (se bem que, se você fizer uma enquete, verá que muita gente curte aquela segundona brava, argumentando que qualquer segunda serve para se livrar do domingo). Apesar de horrível, ela se assume como tal. É medonha e pronto, os incomodados que se afoguem em prantos ou se matem como quiserem. A quarta sinaliza o meio da semana útil, é por vocação um marco divisório e ninguém até hoje veio a público questionar sua utilidade. A quinta tem a dádiva de ser a véspera da sexta, e isso é uma honra para um dia da semana que se preza. A sexta dispensa maiores comentários. O sábado é de aleluia sempre, estando ou não na quaresma, e prenuncia o preguiçoso domingo, ansiado por todos. Beleza. E a terça-feira? É um acidente de percurso, um interstício que se mete onde não é chamado. Enfim, pra que a semana não tivesse 6 dias, que é o número da besta, é que inventaram a terça. Às pressas, sem medir as consequências, desconhecendo infantilmente o monstro que estavam criando para todo o sempre.


Da terça, até a religião se esquiva – preferindo manter dela uma sacrossanta distância. Temos, no calendário católico, a Sexta da Paixão, o Domingo de Páscoa, a Quarta de Cinzas, o Sábado de Aleluia. E nenhuma piedade com a terça, esta excomungada. Em contrapartida, os ritos pecaminosos deram a ela algum crédito, instituindo a terça-feira gorda para encerrar os folguedos de Momo. Mas é preciso admitir que “gorda” não é propriamente um predicado lisonjeiro, ainda mais quando atrelado a um substantivo feminino. E é assim, taxada de obesa, que a terça vai empurrando com a barriga a sua perpétua maldição.


Sem a terça, o ano teria em média menos 52 dias, o que anteciparia as datas dos aniversários (Uhuuuuu!!!). O fim de semana também chegaria mais rápido e a expectativa de vida aumentaria em 14,28%, ou um sétimo a mais.


Extinguir a terça é solução apaziguadora e definitiva, que só trará benefícios. Se depender de decreto governamental para referendar a decisão, sem dúvida teremos quórum de 100% no Congresso para aprovação da medida. Até porque a semana parlamentar, que historicamente se inicia às terças, passará para as quartas. Ou seja, nossos nobres deputados e senadores ganharão mais um dia de merecido descanso em suas bases, antes de retomarem sua estafante rotina em Brasília.






© Direitos Reservados



Comentários

  1. Sua charge com o calendário semanal precisa ser inclusivo! Coitada da terça-feira! Jogada às traças! De repente, um grande amor poderá acontecer numa terça-feira com o resto da semana toda para curtí-lo! E, ai? [rsrs]
    Abraço amigo! Feliz 2012! E continue assim inspirado para nosso "deleite"!
    Célia.

    ResponderExcluir
  2. Sonia Alcalde5:31 AM

    Oi, Marcelo,
    Nesse finalzinho de ano, um abração e parabéns pela "terça".
    Sonia Alcalde
    Carioca de Bagé
    Em Tramandaí, tb RS
    www.culturasulbage.com.br
    www.riototal.com.br/coojornal/soniaalcalde.htm
    http://cadernopampa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Abaixo a terça, meu amigo Marcelo!
    Abçs e um Feliz Ano 2012 sem terças feiras para vc.♥

    ResponderExcluir
  4. José Hamilton Brito8:15 AM

    Cara, você é o cara. Já vi e ouvi implicâncias contra tudo e contra todos.Inclusive contra o Lord….mas com a terça feira!
    Sabe, compare-a a uma marcha de carro. A terça é a segunda marcha, aquela que dá o impulso às coisas. Na segunda feira vc sai com uma primeira maRCHA, aquela lerdeza. Depos na terça ´é que começa a dinamizar a vida, aquele gostinho de guarda chuva saiu da boca e a lembrança daqueles sussurros e ais do domingo à noite só estão na lembrança que no domingo vindouro pode ter mais.
    Ah! eu gosto da terça…bronca tenho da segunda feira. Poderíamos aboli-la como fez uma ilha aí de não sei onde que aboliu o 30 de dezembro…ou foi o 31?

    ResponderExcluir
  5. Ricardo Pirajá8:39 AM

    É ISTO MESMO MARCELO,,TERÇA FEIRA E UMA BOSTA MESMO,,AINDA MAIS QUE E SEMPRE DIA DE IR NO DENTISTA,,,ACHO QUE ELES (DENTISTAS) ADORAM A TERÇA FEIRA PRA JUDIAR DOS PACIENTES,,,

    ResponderExcluir
  6. Ai, Marcelo... ainda bem que hoje é sábado, esse mesmo, de fim de ano e de ler vc, em suas inquietantes pesquisas doidas, que me colocam pra pensar sobre "problemas" tão cômicos, como o caso da terça... me lembro de uma colega que tive na faculdade, que toda vez que algo ou alguém não a alegrava, ela dizia "uma terça ou que terça, ou aff, terça..."... risos..

    Abraços e felizes terças-feiras em 2012, para você e sua família...

    ResponderExcluir
  7. Claudete Amaral Bueno12:05 PM

    Marcelo:
    Vc terminou o ano azedo, hein? Porque implicar c/ a pobre da terça????????
    Eu gosto dela...pronto! ....só pra ser do contra! rsssssssss
    Uma ótima passagem de ano, obrigada pelas crônicas cheias de humor do ano todo,
    que em 2012, vc continue c/ saúde, mta inspiração....mas n/ se esqueça de Jesus, pois
    Ele é primordial na n/ vida!!!!!!
    Um gde abraço e até o ano que vem!!!!!
    Claudete

    ResponderExcluir
  8. Marcelo!

    Criatividade é pouco, Por acaso é meu dia favorito. Detesto fim de semana. Domingo, então nem pensar; nada presta na televisão, comércio fechado, CABELEIREIROS CLOSED inclusive segunda. Na terça, dá para fazer muita coisa que deixei para segunda e não fiz.

    Talvez para os homens a terça seja abominável, mas para as mulheres em sua maiora a enquete vai dar terça-feira.

    Valeu o criativo texto., Desculpe ser a pedra no caminho.

    Feliz 2012 para você e toda sua família..

    Sua fã incondicional!

    Mirze

    ResponderExcluir
  9. Meu amigo Marcelo, só a sua inesgotável criatividade para encontrar argumentos maledicentes à terça-feira, que não é dos dias piores para este macaúbico vivente. Um 2012 cheio de êxito ao clã pirajássico sguassábico.

    ResponderExcluir
  10. Jorge Cortás Sader Filho2:10 AM

    É a primeira vez que pego um erro grave aqui.
    Ô Marcelo, terça é quando começa o esxpediente legislativo, quer mais importante do que isto? Terça, quarta e quinta.
    Sexta tem que viajar para as bases eleitorais, consultar os anseios do povo.
    Feliz Ano Novo!
    Grande abraço,
    Jorge

    ResponderExcluir
  11. Elizete Lee2:10 AM

    Terça é o meu dia preferido para marcar dentista, médico, etc
    Tem lá suas utilidades, se bem que, todos tem lá seu tédio próprio…rsrs

    Abraços e Feliz 2012

    ResponderExcluir
  12. Jota Effe Esse2:11 AM

    Texto muito bem inspirado, Marcelo, sem falar que lembra nossos mui dignos parlamentares. Um abração antes que a terça chegue.

    ResponderExcluir
  13. A terça tem jeito elegante, superior e ficou encalacrada com o "gorda" e com o "dia de dentista", coitadinha... Terça tem alma leve, pois deixou pra lá o tédio do domingo e a angústia da segundona sempre brava. Mas tá aí, você tirou-lhe o ar de nariz em pé e ela vai ter muito que fazer neste ano novo pra voltar a ser a eleita de muita gente!
    Feliz 2012!

    ResponderExcluir
  14. Tânia Diniz10:55 AM

    FELIZ ANO NOVO!!!
    ABRS,
    TÂNIA

    ResponderExcluir
  15. Evelyne Furtado3:14 PM

    Criatividade em alta é aqui mesmo. Até para falar mal da terça, que eu adoro apenas pelo fato de ter escapado da segunda, você se esmera. Ótimo, como sempre, Marcelo! Tenha um ótimo 2012, amigo! Beijão.

    ResponderExcluir
  16. Menino! Acabar um começo de ano lendo isso é pra matar,
    matar de rir.

    Estou com a barriga doendo, mas não por causa da leitoa que entrou, mas das gargalhadas que fui dando enquanto lia esta obra de arte.

    Marcelo, você melhora a cada piorada que dá.

    Mas de onde você foi desenterrar uma preocupação maldita dessa?

    Obrigada por me fazer viver de rir aqui,

    Feliz 2012 o ano todo. Você é o máximo, Marcelo.

    ResponderExcluir
  17. Zezinha Lins11:16 AM

    Puxa!!! Como ninguém tinha pensado nisso!!!!!!!!!!!!!!!!!! Incrível!!!!!!!!!!!!!!! Mas sem a terça, a quarta deixará de ser um marco divisório! Ainda bem que hoje é segunda, porque não gostaria de comentar na terça sobre a terça, coitada…

    Começou bem o ano, Marcelo. Aliás você começa e termina sempre bem, nos proporcionando deleite com seus textos.

    Um excelente 2012 par você, com todas as terças que virão por ai, isto é, se depois dese texto o mundo não fizer uma revolução para extingui-las…

    Beijos!.

    ResponderExcluir
  18. Eliana11:16 AM

    desculpe Marcelo, um dos meus gatos pisou no enter! rsrs

    Continuando… o meu dia predileto é a quarta-feira, por incrível que pareça. Mas não desgosto a terça. Esse dia me tira o peso da segunda e meio que me prepara para continuar levando a semana pra frente!
    Belo texto, sempre muito criativo! Parabéns! Que seja um maravilhoso ano novo para você e seus leitores!
    Abraço de segunda-feira! Que na verdade é igual ao de terça!

    ResponderExcluir
  19. Valéria Gomes3:03 PM

    Que dó, que dó, que dó!!! rsrsrs…
    Um beijão, querido!!!

    ResponderExcluir
  20. Gina Soares3:04 PM

    Nunca havia pensado nisso… rsss
    Para mim, sempre as segundas e sextas tiveram um peso maior, já que a segunda é o dia universal da preguiça e a sexta, o da cerveja (apesar de não beber).
    Se analisar bem, faz sentido sim…. rss
    Feliz 2012 para vc, e seus leitores!!
    Bjs
    Gina

    ResponderExcluir
  21. Mas Marcelo, se for assim a quarta-feira viraria a nova terça e mesmo com a semana menor, ficaríamos mais velhos mais rapidamente. Eu sou da corrente para abolirmos a segunda-feira, assim, se nos unirmos, ficaríamos duas vezes mais felizes, porque a terça seria a segunda e a quarta seria a terça e aí teriam as características da quinta e da sexta. Por outro lado a quinta e a sexta perderiam seu ar de alívio e de ilusória felicidade pela chegada do final de semana. Então, uma quarta-segunda e uma quinta-terça ou segunda-quarta e terça quinta, como preferir, podem desestruturar esta classificação e teríamos que repensar. Não sei se fui clara, mas adorei seu post, como sempre! Beijo!

    ResponderExcluir
  22. Belo texto, Marcelo, mas vou contrariar:Acho a terça-feira salvadora, pois que nos liberta da segunda-feira que é uma chatice, e alavanca a semana rumo à sexta.
    Feliz 2012!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Desejo uma seqüência de proveitosa realizações repletas de paz e felicidades.
    Que tenhamos a Paz de Espírito para o discernimento correto de que estamos fazendo
    e falando sempre com certeza que estaremos caminhando no caminho de Deus.
    Uma linda semana a primeira de 2012.
    Beijos carinhos.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  24. Caro cronista,

    Devo ressaltar também que até feriado que cai na terça-feira é ruim pois ela se torna um domingão fora de época. Se a terça de Carnaval não tivesse a quarta de cinzas aí seria um desastre total!
    Texto para arquivar! Parabéns!

    ResponderExcluir
  25. Mara Narciso11:06 AM

    Não foi citada, ficando esquecida a quinta-feira santa, ou Eucaristia, que é memória da Santa Ceia e do lava-pés. Também é o dia de crônica nova de Marcelo Sguassábia no Literário. Como diria Dona Yvonne Silveira, decana da literatura local, e que tem 97 anos e ainda em atividade: "apenas adulação". Por outro lado, salvando a terça-feira, muito bem maltratada por você, na minha família, há 25 anos, se reza o terço na terça-feira. Também na Associação de Diabéticos do Norte de Minas, durante 17 anos fizemos reunião na segunda terça-feira do mês. Muito gostoso ler seu texto, Marcelo.

    ResponderExcluir
  26. Aonde eu estava que não li isso antes??? Muito bem colocado, muito bem pensado.
    Pra quê esse diazinho insosso???

    beijão!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CAPITAL MUNDIAL DO BILBOQUÊ

Para os menores de 30, é natural não conhecê-lo. Então comecemos por uma sucinta porém honesta definição.

Bilboquê: originário da França, há cerca de 400 anos, foi o brinquedo favorito do rei Henrique III. Consiste em duas peças: uma bola com um furo e um pequeno bastão, presos um ao outro por um cordão. O jogador deve lançar a bola para o alto e tentar encaixá-la na parte mais fina do bastão. (fonte:www.desenvolvimentoeducacional.com.br).

Mais do que um brinquedo, Bilboquê é o nome de uma cidade, localizada a noroeste da pacata estância de Nhambu Mor. Chamada originalmente de Anthero Lontras, foi rebatizada devido ao número desproporcional de habitantes que fizeram do bilboquê a razão de suas vidas, dedicando-se ao artefato em tempo integral (incluindo-se aí os intervalos para as necessidades fisiológicas).

A tradição se mantém até hoje, ganhando novos e habilidosos adeptos. Nem bem raia o dia na cidade e já se ouvem os toc-tocs dos pinos tentando encaixar nas bolas. Uma distinção se…

SANTA LETÍCIA

Letícia, em seu compartimento estanque, se bastava. Vivia debaixo de uma campânula guardada por um querubim estrábico, numa imunidade vitalícia às dores do parto, à lavagem da louça, às filas nas repartições e à rabugice dos maridos sovinas e dominadores. “Façam o que quiserem, contanto que poupem a Letícia” era o veredito invariável sob qualquer pretexto e em qualquer ocasião, naqueles sítios de lagartos e desgraças.
Nada que se comparasse àquela que chamavam de Letícia, e que raras vezes se afastava de seus cães e de sua coleção de abajures. Era o tesão das rodas regadas a cerveja. Era a inveja e o assunto nos salões de beleza. Era o exemplo de virtude no sermão do padre, que botava as duas mãos no fogo do inferno e uma terceira se tivesse pela sua inteireza de caráter.
Assim a vida corria daquele jeito de costume, com a cidade a lhe estender tapetes, a lhe levar no colo e a lhe cobrir de afagos, soprando-lhe o dodói antes que se machucasse. Passou a ser o tema das redações escolares …

ESTRANHA MÁQUINA DE DEVANEIOS

Habituais ou esporádicos, todos somos lavadores de louça. Lúdico passatempo, esse. Sim, porque ninguém vai para a pia e fica pensando: agora estou lavando um garfo, agora estou enxaguando um copo, agora estou esfregando uma panela. Não. Enquanto a água escorre e o bom-bril come solto, o pensamento passeia por dobrinhas insuspeitas do cérebro. Numa aula de história, em 1979. O professor Fausto e a dinastia dos Habsburgos, a Europa da Idade Média e seus feudos como se fosse uma colcha de retalhos. O Ypê no rótulo do detergente leva ao jatobazeiro e seu fruto amarelo de cheiro forte, pegando na boca. Cisterna sem serventia. Antiga estância de assoalhos soltos. Rende mais, novo perfume, fórmula concentrada com ação profunda. A cidade era o fim da linha, literalmente. O trem chegava perto, não lá. Trilhos luzindo ao meio-dia. Inertes e inoperantes. As duas tábuas de cruzamento/linha férrea dando de comer aos cupins. Crosta de queijo na frigideira, ninguém merece. Custava deixar de molho? A…