Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2014

EU TENHO MUITA COISA PRA FAZER COMIGO MESMO

Estar só e inerte é quase um incômodo. Um sentimento de culpa atormenta as pessoas quando não encontram alguma coisa para fazer. E alguma coisa pode ser qualquer coisa que não seja estar com elas. O fato de se encontrarem consigo as amedronta, o silêncio é confundido com inoperância e odeiam a possibilidade do ócio criativo como fomentador de ideias. É preciso dar sentido utilitário a tudo, pois tempo fazendo nada é tempo jogado fora.
Já eu, particularmente, acho que sou uma razoável companhia para mim. E não vejo a hora de trocarmos uma figurinha, sempre que temos oportunidade, para estreitarmos o vínculo.
Confesso que entre eu e mim ainda não há suficiente empatia, mas esse estranhamento é compreensível entre os que não se conhecem a fundo. Com o tempo tudo tende a melhorar, depois que formos morar juntos e dividir a escova de dentes. Pelo que li em alguns almanaques de autoajuda, a tendência é irmos nos afeiçoando a ponto de não fazermos mais nada a não ser que seja a quatro mãos.
Com…

MOMENTO DO TEMPO

- Ouvi falar que escalaram o pessoal do horóscopo pra cobrir as férias da turma da previsão do tempo. - É verdade. Os caras que redigem o horóscopo pra peixes, áries e touro pegam a previsão da região sul. Quem faz leão, sagitário e capricórnio fica com a região centro-oeste. E assim por diante. Daqui a pouco vão passar o comunicado oficial. - Mas vai sobrecarregar os caras. E hora extra que é bom, nada. O Financeiro não libera. Por mais que seja divertido ficar inventando o futuro dos outros e o tempo que vai fazer, o trabalho é dobrado. Só se a gente pegar uns foquinhas, pra um freelance não remunerado. - Não precisa. A equipe do horóscopo é boa de imaginação. Eles estão costumados a se virar com 12 signos, 5 regiões não vão fazer diferença. E ninguém tem que ficar preocupado caso acabe chovendo ao invés de fazer sol. Se o CPTEC/INPE, a Somar Meteorologia, o INMET, o Cepagri, o Climatempo e o escambau, com todos aqueles satélites erram sem parar, o máximo que pode acontecer é a gente a…

ÚLTIMA VONTADE

- Como era da vontade do senhor Arquibaldo Calixto, e passados 30 dias do seu sepultamento, cabe-me agora abrir este envelope, à frente de todos da família, para conhecermos o destino que se dará ao seu espólio. Posso começar? - Corre logo com isso, doutor, que eu já estou gastando por conta o que me é de direito. - Aos dezoito dias do ano da graça de dois mil e ... bla, bla, bla, bla, bla, bla. Ei, espera aí... - O doutor tá ficando verde, a mão tremendo... o que está escrito nesse negócio? - Ele... ele está dizendo aqui que deixou tudo... não é possível... deixou tudo para mim! Lendo para vocês, textualmente: "Meus filhos e minha mulher não são merecedores de consideração nem de coisa nenhuma, muito menos de herança". Desculpem, não sou eu que estou dizendo, é o que está escrito aqui, o desejo do falecido. Que situação, a minha. O envelope estava lacrado, vocês testemunharam a abertura. Continuando: "O senhor Salustino, na qualidade de titular do cartório da cidade, vem d…

GINI É UM GÊNIO

O homem foi taxativo quando falou comigo no sonho. A garrafa lá no canto do quintal, junto com outros velhos vasilhames. Uma crosta grossa de pó encobre o poder daquele entulho de vidro sobre todas as coisas, e nem precisa esfregar: tire a tampinha enferrujada e espere pra ver. A garrafinha verde era a versão terceiro mundo do achado do Major Nelson na Praia dos Cocos. Deus deixou lá um tiquinho Dele, louco de quem souber e não tirar proveito. Eu era o terceiro a quem se dava a graça. Os outros dois já chafurdavam em champagne e caviar, correndo mundo em jato próprio, acendendo charuto com nota de cem. Assim me disse o homem do sonho.

Tentar não custa, vamos a ela com a fúria de quem se vinga das megasenas não contempladas, dos contos do vigário sofridos tantas vezes, dos sapos engolidos, das milhares de manhãs de segunda encaradas com a fleuma e a palidez de quem não tem outra saída.

E a coisinha bem-aventurada caía no meu colo sem miséria de pedidos - nada de três desejos e basta. A…

POLONAISE

- Este ré bemol realmente está um atentado ao ouvido. Faz tempo que está desafinado desse jeito? - Mais de ano. Vou deixando, evitando esbarrar nessa tecla quando toco, pra não acabar com a música. - O problema é que agora não segura mais afinação. Vou ter que trocar a cravelha. Se o senhor me chamasse assim que notou que estava desafinado... Que curioso, nunca atendi cliente no carnaval. Ninguém chama pra afinar piano nesses dias. Já tinha até planejado uma semaninha em Teresópolis, com a família, quando o senhor ligou. Piano em casa já é raridade hoje em dia. Gente querendo tocar no carnaval, então... Pleyel, esse piano aqui é uma lenda. - Tem quase vinte anos comigo. Estava encostado no porão de um convento. Uma das madres tocava de vez em quando. Ela morreu e o instrumento ficou parado, até que deu cupim e resolveram vender. -  Personnalisé pour Frédéric Chopin!* - Que foi que você disse? - Aqui, escrito em grafite num selo, perto do pedal. - Quer dizer o que isso aí, moço? - Nada. - Como …