Pular para o conteúdo principal

TELEMARKETING PARA TELEBLOQUEIO DE TELEMARKETING




(Imagem: www.operadordetelemarketing.com)

- Boa noite. O Sr. Antonio, por gentileza.

- É telemarketing, né? Olha, não estou precisando de nada não.

- Nos impressiona o fato de o senhor ter conseguido nos identificar. Tomamos todo o cuidado para não falar no gerúndio...

- Com gerúndio ou sem gerúndio, essa jeito de fala decorada e esse timbre de locutor de aeroporto não me enganam.

- Por obséquio, senhor, só um instante da sua atenção. Tomamos a liberdade de contatá-lo para livrá-lo em definitivo desse inconveniente. Sabemos o quanto as centrais de vendas por telefone andam importunando sua vida, e...

- Se sabem, então porque também praticam esse tipo de sadismo?

- Podemos garantir, senhor, que esta será a última chamada de telemarketing que o senhor atenderá. Isso, claro, se o senhor optar pela adesão aos nossos serviços. Nossos computadores interceptam as tentativas de contato e não deixam o telefone do cliente tocar, para não atrapalhar o seu sono ou o que quer que esteja fazendo.

- Mas já não tem uma lei que protege o cidadão contra esse tipo de abuso, minha filha?

-  Correto, senhor. Existe o bloqueio ao telemarketing do Procon de São Paulo, mas tem que preencher um formulário, aguardar 30 dias e o solicitante corre  o risco de empresas descumprirem a solicitação e insistirem em continuar ligando para o seu número. Com o nosso serviço, isso é impossível. Ele funciona por mecanismo de interceptação, uma tecnologia inédita desenvolvida pelos nossos programadores. Seu telefone não chega a tocar.

- Isso seria a glória.

- De maneira geral, os serviços mais inteligentes conseguem ludibriar os identificadores de chamada, fazendo rodízios dos números. Para se livrar do incômodo o senhor precisaria saber os números utilizados em rodízio por cada uma das centrais de telemarketing, o que seria impraticável. Algumas centrais adotam um expediente bastante engenhoso. No lugar de um número de telefone, aparece no visor de quem atende apenas um "01". Tudo para dificultar a identificação. Um outro estratagema muito comum é ligar e, assim que a pessoa atende, simplesmente desligar. É que só pelo fato da ligação ter se completado, o sistema já entende como efetuada na hora de apurar  o cumprimento de cota do operador.

- Brasil - sil - sil, né, minha filha? É o telejeitinho brasileiro.

- Estamos com uma promoção especial apenas para esta semana, e disponibilizamos ao senhor um mês de cortesia do serviço. Na eventualidade de receber qualquer ligação de telemarketing no período, nós depositaremos em sua conta o valor equivalente a uma mensalidade, a título de ressarcimento por falha de serviço. Poderia me fornecer agora os dados do seu cartão para habilitar imediatamente o telebloqueio, por gentileza? Lembrando que o primeiro mês é test-drive.

- Mas quem falou que eu vou querer experimentar isso? E se for ver, falha de serviço você já cometeu, filhota. Você  disse "lembrando", isso é gerúndio. Gerúndio não vale, confere?

- Aceite minhas desculpas, senhor, é que vim há poucos meses de outra empresa da área. Mas estou em tratamento fonoaudiológico para me livrar da dependência. O senhor há de compreender, o próprio termo "telemarketing" é um gerúndio em inglês, o gerúndio é algo que está no DNA do operador. Mas, voltando ao nosso assunto...

- Aí, olha o gerúndio aí de novo! Infringiu o regulamento duas vezes. Sinto muito, terei que desligar. Se insistir, poderei estar ligando para o seu chefe.



© Direitos Reservados


Comentários

  1. Eu vou estar lendo seus textos, todos os sábados... risos... a escrita da minha tese está acabando... não vejo a hora de retirar o gerúndio e gritar: ACABOU!!! Desculpa o desabafo.. risos.. beijo, Marcelo!

    ResponderExcluir
  2. Bendito os telemarketings que tiram a paciência de qualquer cristão ou anticristão mesmo!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Vão pensar que estou fazendo troça. Não é. Tenho um amigo de infância que adora receber chamadas de telemarketing. Canta todas as operadoras...

    ResponderExcluir
  4. Até que não estou recebendo os tgais telefonemas me oferecendo enquantoi estou escutando os seus produtos e a medikda que o meu saco vai enchendoi eu vou desligando com um tchau dizendo

    ResponderExcluir
  5. Voticontá, viu!"? Já mandei tomar suco de caju porque perdi a paciência com a teimosia do cabra. Deus nos livre dessa espécie, são piores que sarna.

    ResponderExcluir
  6. Marco Antonio Rossi9:58 AM

    Bom dia meu amigo, ótima semana.
    Quanto ao telemarketing, acho que esta na hora de realmente nos defendermos desse processo.
    Tem que existir alguma lei que não permita a invasão de nossa linha telefônica para ouvirmos essa praga.
    Abraços
    Rossi

    ResponderExcluir
  7. Claudete Amaral Bueno9:59 AM

    Isso chateia DEMAIS!!!!!!!

    Eu n/ fico dando corda! Já desligo e pronto! Eu n/ perco meu tempo, nem o deles!

    Boa semana!

    Claudete

    ResponderExcluir
  8. Sãozinha Andrade10:00 AM

    muito bom!

    ResponderExcluir
  9. Maria Helena Dix Carneiro10:01 AM

    Complementando: suas idéias para os textos são extraordinárias além de ter o dom da manipulação das palavras, do saber fazer o bom uso delas! Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Mary Gallan Maya10:02 AM

    Muito bom, Marcelo! Parabéns pelo texto e tema tão atual (que não acaba nunca, não é?) "Vou estar lhe recomendando'' para a Academia Brasileira de Letras". Abração!

    ResponderExcluir
  11. Lauro Augusto Bittencourt Borges10:04 AM

    Muito bom, amigo. "Vou estar divulgando". Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  12. Vivi Tami10:05 AM

    Vou estar "compartilhando" ok?

    ResponderExcluir
  13. Maria Helena Dix Carneiro10:06 AM

    Ótimo! Vou compartilhar, pois telemarketing é sempre do interesse de todos

    ResponderExcluir
  14. Antonio Carlos Antoniazi10:07 AM

    Estava lendo, caro amigo Marcelo Pirajá Sguassábia, e o telefone toca. Vou atender. Mas, de qualquer forma, vou estar lendo mais tarde. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  15. Clotilde Fascioni10:08 AM

    Adorando como sempre. Abraços e bom domingo, meu amigo Marcelo Pirajá Sguassábia.

    ResponderExcluir
  16. Leda Valéria Supa Basille10:09 AM

    Fantástico, super criativo e sempre inteligente. Marcelo Pirajá Sguassábia, você dá um banho em muito cronista e escritor renomados...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A CAPITAL MUNDIAL DO BILBOQUÊ

Para os menores de 30, é natural não conhecê-lo. Então comecemos por uma sucinta porém honesta definição.

Bilboquê: originário da França, há cerca de 400 anos, foi o brinquedo favorito do rei Henrique III. Consiste em duas peças: uma bola com um furo e um pequeno bastão, presos um ao outro por um cordão. O jogador deve lançar a bola para o alto e tentar encaixá-la na parte mais fina do bastão. (fonte:www.desenvolvimentoeducacional.com.br).

Mais do que um brinquedo, Bilboquê é o nome de uma cidade, localizada a noroeste da pacata estância de Nhambu Mor. Chamada originalmente de Anthero Lontras, foi rebatizada devido ao número desproporcional de habitantes que fizeram do bilboquê a razão de suas vidas, dedicando-se ao artefato em tempo integral (incluindo-se aí os intervalos para as necessidades fisiológicas).

A tradição se mantém até hoje, ganhando novos e habilidosos adeptos. Nem bem raia o dia na cidade e já se ouvem os toc-tocs dos pinos tentando encaixar nas bolas. Uma distinção se…

O DESPERTADOR HUMANO

Junto com a Revolução Industrial – período de 1760 a algum momento entre 1820 e 1840 – vieram os empregos. Para não perderem a hora, existia o despertador humano, um profissional responsável por acordar as pessoas para que comparecessem ao trabalho pontualmente. O primeiro relógio-despertador foi criado em 1847, mas só se popularizou décadas depois. Assim, era comum ver pessoas com bambus ou varetas batendo nas vidraças ou atirando pedrinhas nas janelas daqueles que as contratavam.
(fonte: universoretro.com.br)





Fico imaginando o que seria dessa cidade caso eu tivesse escolhido outra coisa para fazer na vida. Se bobear, você mesmo pode ter sido acordado por mim hoje. 

Não há quem não precise de meus préstimos. Muitos podem pensar que não faz nenhum sentido um arrumador de pinos de boliche, por exemplo, necessitar dos serviços de um despertador humano. Ele não tem que acordar cedo, pois geralmente trabalha à noite. Só que ele troca a noite pelo dia, e se não houver ninguém para acordá-lo m…

PLASMEM!!!*

Eis que, entre tentativas e erros, feridos e mortos, a coisa – que é aquilo que mais se aproxima do sonho humano da eterna juventude, aparece finalmente em 2018 como algo plausível. Com 100% de eficácia em ratos, e ao que tudo indica em homens também.

Trata-se da transfusão de sangue de pessoas novas para mais velhas,  algo acalentado há séculos pela ciência. 

Mesmo ainda sem o aval definitivo dos pesquisadores envolvidos nos estudos, o pretenso milagre já está à disposição de quem tem bala para pagar. Nos Estados Unidos, há filas de gente, com 35 anos ou mais, sem dó de bancar 8.000 dólares por procedimento.  

Com a falta crônica de perspectivas de trabalho para os jovens do terceiro, do segundo e até do primeiro mundo, a nova técnica e sua disseminação trará, mais do que a perspectiva de rendimento, um doce meio de vida para a rapaziada até o momento tão sem norte.

Muitos sairão do desemprego para uma vida milionária, da noite para o dia. 
Não demora e aparecerão clínicas especializadas …