Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

SHANGRI-LÁ É SÓ AQUI

Que ninguém alegue ignorância sobre o castigo que espera quem conhece o lado de lá das nossas montanhas. A ira divina cairá como um raio sobre a cabeça dos desobedientes, assim que chegarem ao topo das fronteiras do reino. Conhecerão a desgraça de uma sociedade injusta e defeituosa, onde prevalece a carência em todos os níveis e onde a alegria é a exceção da regra. Ser curioso, no caso, trará desastrosas e irreversíveis consequências.

Se por aqui nossos orgasmos duram doze miseráveis minutos, lá é ainda pior. Dez segundos, quando muito. Pensem bem: quem é o maluco que vai se dar ao trabalho de se arrumar para sair, conquistar alguém do sexo oposto, adular a presa durante semanas ou meses para tudo acabar no tempo que se leva para dar um espirro?

Sabemos que não há nada de extraordinário em ter 16 narizes. Diria até que, para a maioria de nós, seria muito difícil imaginar a vida com apenas 15, como é o caso de algumas crianças com má formação congênita. Que dirá viver com apenas um? Pois…

MUSEU EM CÁPSULAS

Há o museu das cápsulas do tempo e seu acervo fabuloso. A cápsula do tempo enterrada em 1712 e aberta em 1812. A cápsula montada em 1901 e só violada na virada do século seguinte. A réplica da cápsula enviada ao espaço em 1964 e sabe-se lá quando e por quem será encontrada. Estas e muitas outras cápsulas abastecem o inusitado museu. Uma das mais recentes aquisições foi descoberta por esses dias, próxima a uma aldeiazinha banhada pelo Tejo, e data de 1340. Muito provavelmente, uma das mais antigas cápsulas de que se tem notícia. E também das mais franciscanas: guardava apenas alguns poucos e desinteressantes utensílios domésticos, dois capuzes monásticos, uma roda de alguma estranha traquitana e uma moeda tão gasta que mal se distinguia a cara da coroa.


As que compõem o museu são as encontradas e abertas a seu tempo, diante dos olhares incrédulos das gerações futuras a que eram destinadas. Mas há milhares delas para sempre enterradas e intactas, a menos que o acaso ou algum incidente nã…