Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2019

NUVEM CARREGADA

Parece inacreditável, narrando o fato após acontecido, que a tal da nuvem pudesse se tornar tão grande a ponto de ser vista de qualquer lugar do mundo. 

Testemunhas, da Indonésia ao Alasca, atestando juízo perfeito - mão sobre a Bíblia, voz firme perante o meritíssimo, juraram ter sido atingidas por megapixels cadentes, maiores que meteoros. Em questão de minutos a nuvem foi ficando cinza, depois chumbo, depois negra. Vergando à própria imensidão, não se sustentava mais lá em cima nas condições normais de temperatura e pressão atmosférica.

Com trilhões de hectares e peso sem estimativa confiável, a coisa foi cedendo e se abrindo em trincas que mais pareciam as fendas do Grand Canyon. E desses inchaços rompidos caíam, de volta para a humanidade, tudo o que ela mesma foi enviando irresponsavelmente lá pra cima, como se a nuvem fosse uma tulha ou almoxarifado que triplicasse de tamanho a cada meia hora. 

Recibos de contas de água e protocolos de exames de tireoide se misturavam a terabytes …

SAGRADA MUDANÇA

É ponto pacífico que, para ser o domicílio de uma pessoa só, a vastidão do Vaticano é um pouco vasta demais. Tanto isso é verdade que fontes confiáveis do clero afirmam que o mandatário supremo da Igreja católica teria confessado, a alguns cardeais mais próximos, que para ele uma kitnet estaria de bom tamanho. 

Tudo indica que há estudos prontos para a implantação de mudanças substanciais nos domínios físicos da Santa Madre, transformando quilômetros infindáveis de corredores folheados a ouro em um reles predinho cheira-a-mofo. 

No andar de cima do modesto aposento papal se acomodará a Guarda Suíça, ocupando um total de 16 apartamentos do tipo 2 + 1. Considerando que cada quarto comporta com relativo conforto uns três ou quatro treliches, a coisa estaria resolvida. Os guardas lavariam suas fardas roxas e amarelas no Colarmaq da lavanderia, devidamente equipada com um varalzinho de parede.

Assessores diretos, conselheiros, guarda-costas, porta-vozes e outros profissionais indispensáveis a…

DO USO DO CELULAR COMO TELEFONE

Manda a nova etiqueta pessoal e do mundo business que ligações telefônicas só devem ser feitas em caso extremo, quando esgotados os últimos recursos de contato e o motivo seja realmente muito urgente e justificável. 

De politicamente incorreta ou socialmente invasiva, a prática de ligar para as pessoas já vem chegando ao patamar do inaceitável. 

Tamanha é a rejeição geral a essa modalidade arcaica de comunicação que o oligopólio das teles já costura, em conluio com as grandes indústrias de celular, um acordo para que todos os aparelhos, a partir do ano que vem, saiam de fábrica só com a caixa postal habilitada. Para liberar o uso no modo telefone será necessário um desbloqueio feito junto à operadora do assinante, com preenchimento de formulário justificando o motivo por que é imprescindível a ligação. Quando da solicitação, um sistema unificado de controle emitirá um número de protocolo a ser enviado de forma privada ao requerente, juntamente com a previsão de quando o seu telefone est…